Admirável mundo novo: direito da certificação digital

CURSO DE DIREITO DA CERTIFICAÇÃO DIGITAL

14184414_10210139834909873_1646807496300501108_n

Em 2012, recebi um telefonema do procurador-federal chefe do ITI André Garcia. Queria falar-me e, após alguns instantes, já encontrava-se na Assessoria de Comunicação Social. Na oportunidade, Garcia me contou que havia preparado um manual de perguntas e respostas jurídicas sobre a ICP-Brasil e que queria disponibilizar ao público por meio do site da autarquia. Nada mais justo.

Mas a solicitação do procurador foi precedida de um pedido. André queria que eu lesse o manual antes de sua publicação para, segundo ele, dar minha opinião sobre o texto. Estava nítida sua preocupação em ser claro e objetivo. A mim, à época pouquíssimo iniciado no tema da certificação digital e do direito, restou-me encarar o desafio de ler o texto jurídico e tentar encaminhar ao procurador uma avaliação da obra.

Após a leitura, percebi que diante de mim estava a letra de alguém que detinha o quê e o como do bom discurso. A proposta de transferir conhecimento por meio de perguntas e respostas remetia aos tempos dos grandes nomes da filosofia. Ali estava uma obra que tinha a humilde (e ulterior) intenção de ser maiêutica socrática. Era possível duvidar das próprias certezas e, num segundo momento, de buscar as respostas para as questões do direito e da certificação digital a partir de um pensamento livre e independente.

Há dois meses, Garcia retornou o contato e daquela vez queria falar sobre seu livro, ou melhor, sobre seu e-book “Curso de Direito da Certificação Digital”. Novamente queria saber se poderia ser entendido e novamente solicitou-me, humildemente, diga-se, a leitura prévia da obra. Li antes de todos e antes de todos posso dizer: leiam.

Por que?

Porque trata-se de um curso. Aliás, na obra de Garcia a palavra “curso” pode ser empregada de duas maneiras. No e-book é possível encontrar uma série de explicações que permitem a compreensão deste enorme sistema nacional de certificação digital à luz do direito. Mas é possível também perceber outra significação da palavra, aquela que resgata a ideia de “direção” pois, salvo melhor juízo, o livro é um novo caminho para a compreensão da ICP-Brasil.

Composto de três capítulos, “Curso de Direito da Certificação Digital” tem prefácio de Fábio Ulhoa Coelho e ainda oferece um mais rico e elaborado manual de perguntas e respostas jurídicas sobre a ICP-Brasil. Ao fim do livro há dois ensaios sobre e-democracy e o uso compartilhado de HSM para chaves privadas de pessoas físicas.

Tentei ser breve e reticente para que você termine o quanto antes a leitura deste texto e baixe já, gratuitamente, o e-book ““Curso de Direito da Certificação Digital”

Boa leitura!

Edmar Araújo
Coordenador da Assessoria de Comunicação Social do ITI


Para acessar ao arquivo PDF, clique aqui

Para ler em seu computador, tablet ou smartphone, clique aqui

14138228_571813076277363_7447871530888240251_o-768x433

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *